19/04/2017 às 17h15min - Atualizada em 19/04/2017 às 17h15min

Aula de Kung Fu atende 90 adolescentes do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos

Os adolescentes participantes do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos, do Centro de Referência da Assistência Social (CRAS), do Centro, iniciaram nessa semana a prática da modalidade esportiva do Kung Fu.

Atualmente, a oficina tem 90 inscritos e é a mais procurada no projeto que atendeu ao pedido dos adolescentes de praticar uma arte marcial.

A escolha do Kung Fu veio do compartilhamento de ideais do Serviço com a arte milenar e a disponibilidade do Shifu (Pai Mestre do Kung Fu) Carlos Macedo, do professor Jean Carlos e do instrutor Pingo Carvalho, que ministram a aula voluntariamente nas quartas-feiras, das 14h às 17h, no Centro de Convivência do Idoso.

 - É muito bom ver o interesse e o comprometimento dos alunos em todas as oficinas, porém o Kung Fu nos surpreendeu não só pelo número de inscritos, mas pela receptividade dos jovens na prática de uma arte marcial que trabalha sobretudo a autodisciplina - avalia o orientador social responsável pelo Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos, Artur Efigênio.

As aulas funcionam como uma atividade interdisciplinar, onde os adolescentes participam das oficinas no horário de contra turno da sua escola.

- O Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos vem para tirar os adolescentes e jovens das ruas, inserindo atividades no dia-a-dia deles. A importância não é só praticar uma luta, mas a vivência de valores como o respeito ao adversário, o exercício da disciplina, a concentração, o aprendizado de regras – ressaltou Raquel Rocha, Secretária de Assistência Social, Direitos Humanos e Habitação.

 O professor além de aplicar exercícios, também ensina para eles um pouco sobre a cultura chinesa. Segundo ele, através desse aprendizado, as crianças se tornam mais autoconfiantes.

- O Kung Fu faz com que muitos alunos se sintam mais seguros, confiantes e descubram seu potencial físico. As técnicas de auto defesa marcam a aula, pois é um dos momentos que eles mais gostam – conta o professor.

Benefícios
Controle Físico: desenvolvimento da coordenação motora, força, resistência flexibilidade, velocidade, ritmo, auxiliando no crescimento e ainda controle do aumento e diminuição do peso.

Controle Emocional e Mental: proporciona maior segurança, tranquilidade e controle das ações, desenvolvimento do raciocínio, os reflexos, maior atenção e concentração mental.

Defesa Pessoal: muito rico em técnicas de defesas diversas, incluindo variadas técnicas de ataque que por sua vez só deverá ser usada, em último recurso.

 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »