22/06/2017 às 17h24min - Atualizada em 22/06/2017 às 17h24min

Prefeitura realiza licitação para compra de medicamentos


A Prefeitura de Itatiaia realizou na tarde de ontem (21), a licitação para a compra dos medicamentos que abastecerão os estoques da Rede Municipal de Saúde. O processo licitatório foi realizado na modalidade pregão, onde vence o fornecedor que oferecer o menor preço pelos produtos solicitados pela Prefeitura.

De acordo com o edital, o pregão contempla 155 tipos medicamentos somando cerca de R$ 664 mil, porém 131 tipos foram apresentados pelos fornecedores. Entre os listados no processo estão omeprazol, amoxilina, hidroclorotiazida, losartana, entre outros que atenderão os moradores com o seu fornecimento gratuito.

Dez empresas, de diferentes cidades, participaram e durante o processo as portas do setor de licitação permaneceram abertas a toda a população. Seguindo os princípios da transparência dos atos públicos, a Prefeitura realizou a divulgação no Portal Oficial e na imprensa local e regional.

O prefeito Eduardo Guedes, o Dudu, destacou a importância da transparência no processo e também o compromisso da administração pública com a área de saúde, disponibilizando os medicamentos para a população.

- Sabemos o quanto esses medicamentos são importantes para os moradores e por isso estamos trabalhando para manter os estoques em dia.Seguimos todas as exigências legais que requerem um processo de licitação, primando pela transparência e dentro de poucos dias a nossa Rede de Municipal de Saúde estará abastecida - disse o prefeito.

Os medicamentos adquiridos serão encaminhados para Farmácia Municipal e para todas as unidades de saúde do município, como o Hospital Municipal  e as  unidades do Programa Saúde da Família.O prazo para a entrega pelas empresas é de 15 dias.

De acordo com secretário de saúde, Jorge Figueira Carvalho a compra dos medicamentos atende todas as exigências do Ministério Público de oferecer remédios de qualidade.

 - Com a realização dessa licitação vamos conseguir atender a população nesses próximos meses com os medicamentos básicos. Participaram laboratórios credenciados e atendemos também todos os critérios de qualidade e validade, que é muito importante. Além de obedecermos também todas as exigências do Ministério Público, do Tribunal de Contas do Estado e da União - finalizou o secretário.
 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »