Colônia Finlandesa do Penedo     PDF     Imprimir     E-mail
Conheça Itatiaia

         

Penedo, nas três primeiras décadas deste século, após a decadência da economia cafeeira, era uma região de pastos para gado leiteiro, com poucos vestígios da exuberante Mata Atlântica que existia em toda a região.  Em 1929, a localidade acolhe um grupo de imigrantes finlandeses, liderados pelo naturalista Toivo Uuskallio, motivados pela possibilidade de construir uma nova vida junto à natureza, onde fosse possível alimentação natural, vida ao ar livre e sol.  No entanto, a cultura do café e, depois, as queimadas anuais para formação de pastagens esgotaram o solo, dificultando o cultivo das terras, o que obrigou a então Colônia Finlandesa a buscar alternativas de sobrevivência.  Assim, nasceram as primeiras pousadas, inicialmente nas casas dos colonos, atraindo visitantes em busca de bom clima, alimentação e terapias saudáveis e naturais, inclusive a sauna, hábito típico da cultura finlandesa.  Penedo possui uma das maiores redes hoteleiras do Estado do Rio de Janeiro, com opções de turismo que atendem a todos os gostos:  hotéis, pousadas, chalés rústicos e campings, localizados no vale, próximo ao Rio das Pedras, ou no pé da Serra da Índia, junto à exuberante Mata Atlântica que reveste os contrafortes do Maciço do Itatiaia.  A diversidade gastronômica também é destaque, incluindo desde a já tradicional truta, proveniente de criadouros da própria região, até comidas típicas suecas, japonesas, mineiras, baianas e outras, além de massas e uma pizza no forno a lenha... simplesmente maravilhosa.  Para sobremesa é difícil escolher entre variados sorvetes artesanais, chocolates caseiros, doces e geléias tradicionais.  A noite é longa em Penedo e o comércio noturno e restaurantes com serviço de qualidade atraem gente de toda a região, além do Rio, São Paulo e Belo Horizonte.  Mas o principal encanto é dádiva da natureza, com seu perfume das plantas ornamentais e frutíferas – parte da tradição da Colônia Finlandesa – somadas às essências naturais da Mata Atlântica, que fazem de qualquer hora em Penedo uma sempre renovada oportunidade de paz, saúde e alegria.  O Parque Municipal Turístico Ecológico de Penedo - PAMTEP – foi criado pela Prefeitura Municipal de Itatiaia, com área total de 3.014 hectares.  Localizado na micro-bacia hidrográfica do Rio das Pedras, o Parque de Penedo é vizinho ao Parque Nacional do Itatiaia, abrangendo altitudes que variam de 300 até 1.600m. Situado no bioma da Mata Atlântica e possuindo remanescentes de Floresta Ombrófila Densa, o PAMTEP compartilha a extraordinária diversidade de fauna e a flora da região do Itatiaia, contribuindo para amortecer o impacto das atividades humanas sobre o primeiro Parque Nacional brasileiro.  A criação do Parque se deu a partir da mobilização da comunidade, no sentido de que as características ambientais e paisagísticas que motivaram o estabelecimento da tradicional Colônia Finlandesa não fossem destruídas pela ocupação desordenada do solo.  Por outro lado, o turismo, principal economia do lugar, depende diretamente do meio ambiente e das paisagens preservadas.  A implantação do Parque prevê diversas obras destinadas ao bem estar de moradores e visitantes e à proteção do meio ambiente, incluindo:  melhoria das estradas, reflorestamento, arborização e construção da sede do PAMTEP – que abrigará também horto para produção de mudas de árvores nativas, posto avançado de combate a incêndios florestais, fiscalização de obras, tributos e meio ambiente.

“Penedon Kansantanssin Ystävät”

Ou “Amigos da Dança Folclórica de Penedo”

 

O Grupo “Penedon Kansantanssin Ystävät” foi criado em 2003 e é formado por pessoas que têm em comum uma forte ligação com a Colônia Finlandesa de Penedo, em Itatiaia. O nome do grupo, traduzido, é: Amigos da dança folclórica de Penedo. O objetivo principal é a preservação e divulgação das tradições trazidas pelos primeiros colonizadores em 1929 e que vêm sendo passadas de pai para filho. Além de manter essa tradição o PKY se preocupa em manter contatos com Grupos de danças folclóricas da Finlândia e grupos de imigrantes de várias nacionalidades aqui no Brasil.

São mostradas, nas apresentações, coreografias de várias regiões da Finlândia, algumas da época dos colonizadores (1929). E são usadas cópias de trajes finlandeses escolhidos depois de uma pesquisa em catálogos de trajes típicos das várias regiões da Finlândia.

O PKY já se apresentou em diversos locais de Penedo, como eventos de Hotéis, festas comemorativas, e atendendo a convites, inclusive de cidades vizinhas, como Resende e Volta Redonda. Também já nos apresentamos em eventos beneficentes no Rio de Janeiro. O grupo também já se apresentou na Finlândia em um Festival de Dança Folclórica na cidade de Turko, o “kapulalystit 2006”, e em Helsinque representando a única Colônia Finlandesa no Brasil.

Nos anos de 2007 e 2008 fomos convidados e nos apresentamos na Feira da Providência, no RioCentro no Rio de Janeiro.

Mesmo com pouco tempo de existência o Penedon Kansantanssin Ystävät já se destaca na imprensa local sendo assunto de reportagens nos Jornais e nas Tvs da região, como a TV Rio Sul, afiliada a Rede Globo, e TV Bandeirantes, entre outras.

Além da imprensa local já fomos fotografados por duas revistas Finlandesas, em reportagens sobre Penedo, na Revista “Globo Rural”, de circulação nacional, e temos também outras fotografias expostas em vários sites nacionais e internacionais.

 

A Colônia Finlandesa de Penedo

 

A Colônia Finlandesa de Penedo surgiu do sonho de um agricultor finlandês, o sr. Toivo Uuskallio, que disse ter recebido uma mensagem para migrar para o “sul longínquo”, em 1929, depois de um trabalho de convencimento e de arrecadação de dinheiro, foi comprada a fazenda Penedo que recebeu grupos de imigrantes. Estava criada a Colônia. A idéia inicial era viver da agricultura de uma forma natural e em comunidade.

A Colônia, com seus habitantes louros de costumes diferentes, entre eles a sauna, por eles introduzida no Brasil, seus bailes com polcas, mazurcas, yenkas e tangos, atraía as pessoas. E na casa grande da fazenda, desocupada pelos colonos, passou a funcionar o primeiro hotel de Penedo. A boa comida, e a vida simples e agradável faziam com que os turistas voltassem e recomendassem aos amigos. Com o aumento do movimento, os finlandeses passaram a receber hóspedes também em suas casas. Isto fez com que surgissem várias pequenas pousadas.

O turismo se revelou como a verdadeira vocação de Penedo, e fez com que as primeiras pensões caseiras se transformassem em uma rede de hotéis, restaurantes, lanchonetes e bares, além de várias lojas.

Atualmente existe uma grande preocupação de preservar as marcas da presença finlandesa. Para isso tem atuado o Clube Finlândia, fundado em 1943, com bailes aos sábados, onde se apresenta o grupo Penedon Kansantanssin Ystävät, e o Museu Finlandês da Dona Eva, onde podem ser vistas através de peças antigas e modernas a arte e a cultura da Finlândia. Alguns restaurantes e lojas de artesanato também mantém opções finlandesas.

Link
Tags »
Col nia Finlandesa
Comentários »