23/11/2018 às 17h53min - Atualizada em 23/11/2018 às 17h53min

Itatiaia entra na campanha internacional de ativismo pelo fim da violência contra a mulher

Nesta segunda, começa a semana de conscientização e orientação feminina no Município

Foto: Ariane Alves / PMI
Mesmo que este ano tenha sido marcado pela entrega de um Prêmio Nobel da Paz a dois ativistas que lutam contra a violência sexual de mulheres, ainda existe um longo caminho a ser percorrido na busca pelo respeito e pela dignidade feminina.

São inúmeros os casos em que mulheres são expostas diariamente a torturas físicas e psicológicas. Até outubro deste ano, o serviço de atendimento 180 já encaminhou ao judiciário mais de 70 mil denuncias, sendo que destas, quase 30 mil são por casos de agressão.

A Prefeitura de Itatiaia, por meio da Secretaria de Políticas Públicas para as Mulheres, realiza a campanha de conscientização pelo fim da violência contra a mulher, a partir desta segunda-feira, dia 26, e segue até o dia 06, do próximo mês.

A campanha mundialmente difundida ‘16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência’ tem o objetivo de alertar e instruir sobre a importância do enfrentamento aos praticantes de violência contra mulher. Direitos adquiridos ao longo da História, por exemplo, são evidenciados no cronograma das programações.

Em toda a cidade, serão colocadas tendas com mensagens e informações úteis para quem sofre com o problema, e apoio orientado de encaminhamento das vítimas para setores de assistência particular.

Outro destaque dos estandes são os levantamentos sobre o feminicídio, Lei de nº 13.104/2015, que transforma o assassinato de mulheres, por discriminação, ou menosprezo, em crime hediondo, com pena de 12 a 30 anos de prisão.

Neste ano, não faltaram exemplos de luta por igualdade, e de injustiça e impunidade, principalmente quando estas potências femininas
tentam lutar por direitos humanos, e amparo social para mulheres negras e moradoras de favelas. Um caso mais recente: o da vereadora Marielle Franco.

Nos 12 anos em vigor da Lei Maria da Penha, nº 11.340/06, alguns avanços pouco significativos foram implementados, como: dispensar a vítima da entrega de intimação de comparecimento às audiências, ou ainda, em caso de violência doméstica, os agressores pagarem apenas com cestas básicas.

A denúncia por parte de quem conhece alguma vítima deste tipo de violência é muito importante, e pode salvar vidas. O número 180 é uma rede de atendimento 24hs dedicada à mulher, nele é possível encontrar orientações sobre direitos e legislações vigentes.

A mulher vítima de agressão em qualquer lugar do país deve procurar a Delegacia de Atendimento à Mulher (DEAM) mais próxima de sua cidade e prestar queixa imediatamente. Em Itatiaia, o núcleo de apoio à mulher, da Secretaria de Políticas Públicas para as Mulheres atende pelo telefone: (24) 3352-1339. O endereço fica na Rua Coronel José Mendes Bernardes, Nº 14, no Centro.
 

Veja a lista completa com as próximas mobilizações que acontecem no Município de Itatiaia:
 
Novembro:
Dia 26 - Campo Alegre (praça), das 9h às 11h / Vila Pinheiro (praça), de 14h às 16h;
Dia 27 - Praça Mariana Rocha Leão (PMI), das 9h às 11h / Vila Flórida (praça), de 14h às 16h;
Dia 28 - Em frente ao DPO (Centro), das 9h às 11h / Jardim Itatiaia (em frente CIEP) de 14h às 16h;
Dia 29 - Vila Esperança (quadra) das 9h às 11h;
Dia 30 - Marechal Jardim (campo), das 9h às 11h / Penedo (Formigueiro) em frente ao DPO, de 14h às 16h;
 
Dezembro:
Dia 03 - Maromba, das 9h às 11h / Maringá, de 14h às 16h;
Dia 06 - Entrada da cidade de Itatiaia (Centro) das 9h às 11h, e de 14h às 16h;

Por Bruno Barreto.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »