07/05/2019 às 11h43min - Atualizada em 07/05/2019 às 11h43min

Vigilância Ambiental vistoria 8 mil imóveis em Itatiaia e trata 500 depósitos no combate à dengue

Foto: Ariane Alves / PMI
Nesta terça-feira, dia 7, a equipe da Vigilância Ambiental órgão da Prefeitura de Itatiaia, vinculado à Secretaria de Saúde divulgou o último levantamento sobre as ações de combate ao mosquito transmissor da Dengue e demais arboviroses.

Ao todo, foram registrados 10 casos de suspeita da doença, sendo que nenhum deles confirmados. De acordo com os dados foram vistoriados cerca de 8 mil imóveis e tratados aproximadamente 500 depósitos.

Ainda segundo a pesquisa, o trabalho de conscientização nas escolas e em espaços públicos tem gerado resultados positivos. As informações sobre a forma correta de tratar o lixo, cuidados com a água e formas de prevenção são algumas das ações educacionais em saúde.

Até o fim deste mês, uma pesquisa entomológica, que consiste no estudo dos insetos e suas relações com os seres humanos, entrará em fase de conclusão e poderá servir de base para novas práticas de bloqueio ao mosquito.

Periodicamente também são feitas visitas em localidades de maior risco à proliferação como exemplo, no bairro de Marechal Jardim, onde foram intensificadas as estratégias para evitar a transmissão da chikungunya.

Ano passado, foram notificados 19 casos de dengue em Itatiaia, destes, apenas 2 foram confirmados. Em todo o Estado, de acordo com a Secretaria de Estado de Saúde do Rio foram registrados no mesmo ano, 39.082 casos de chikungunya, 14.763 de dengue e 2.339 de zika. Até o início do último mês, o índice para este ano chegava a 3.289 casos de chikungunya, 1.304 de dengue e 73 registros de zika.

Para denuncias de casa abandonadas e possíveis focos do mosquito as informações devem ser encaminhadas aos funcionários da Vigilância Ambiental pelo telefone: (24) 3352-4243. Eles também realizam atendimento no endereço localizado à Avenida dos Expedicionários, nº425, no Centro.
 

Saiba mais sobre o mosquito

O Aedes aegypti é um inseto doméstico, que sobrevive dentro de casas onde tenham água parada. Nestes locais são depositados os ovos que mais tarde proliferam. É importante manter sempre o ambiente limpo e seco, evitando poças d’água. Também é recomendado o uso de telas em janelas e portas, mosquiteiros e repelentes.

Sintomas e diagnóstico da doença

A febre alta é um dos sintomas da dengue, seguida de dores pelo corpo. No caso do zika, sua principal característica são as manchas avermelhadas. Já a chikungunya vem acompanhada de febre alta e fortes dores nas articulações. A avaliação de um profissional de saúde é essencial para quem estiver sofrendo alguma destas alterações físicas.

Por Bruno Barreto.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »