24/10/2019 às 10h53min - Atualizada em 24/10/2019 às 10h53min

Itatiaia é representada na Conferência Brasileira de Comunicação Cidadã, em Niterói

A Prefeitura de Itatiaia, por meio da Assessoria Especial de Comunicação, esteve presente na XIV Conferência Brasileira de Comunicação Cidadã – ‘Sustentabilidade, autonomia e resistência da Comunicação Popular, Comunitária e Alternativa’ realizada em Niterói, entre os dias 22 e 24 de novembro.

O encontro aconteceu no campus do Instituto de Artes e Comunicação da UFF (IACS), e na ocasião, foram realizadas discussões em um contexto mais amplo sobre a realidade da Comunicação Comunitária Latino Americana.

O Assessor Especial de Comunicação, Felipe Santos, que também é mestrando pelo Programa de Pós Graduação em Mídia e Cotidiano da UFF, esteve presente no evento e avalia a iniciativa como uma oportunidade única de poder levar a dimensão do que se pensa sobre as novas formas de comunicação cidadã na América Latina.

– Sairmos da nossa zona de conforto e buscar conhecimento para aplicarmos no nosso dia a dia, faz toda a diferença. Isso é enriquecer o cotidiano da Comunicação na Prefeitura de Itatiaia. O que nos faz pensar que cada vez mais, a sociedade organizada vem buscando novas formas de se comunicar. Mas ao mesmo tempo em que essa comunicação tem um potencial imenso, ela também esbarra em muitas limitações. Como podemos atuar para fortalecer e garantir a continuidade da comunicação cidadã, comunitária, popular e alternativa? Essa, entre outras questões, deu o tom de nossos debates nesses dias de evento – enfatiza Felipe.

O evento faz parte da Agenda Acadêmica da UFF, e está inserido na programação geral da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia. A programação incluiu conferências, painéis com palestras, grupos de trabalho e de interesse por assuntos da mesma temática.

Além de oficinas e painéis, mostras de vídeos e atividades culturais, que contribuem para mobilizar a sociedade como um todo. A ação é um trabalho conjunto da ABPCOM, ALAIC, Comissão Organizadora Local, com o Departamento de Comunicação Social e o Programa de Pós-graduação em Mídia e Cotidiano da UFF.

Por Bruno Barreto.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »