08/11/2019 às 09h21min - Atualizada em 08/11/2019 às 09h21min

Trabalho da Patrulha Maria da Penha é apresentado durante encontro na SMPPM

Dando continuidade aos trabalhos de conscientização sobre a violência contra a mulher, a Secretaria de Políticas Públicas para as Mulheres (SMPPM) recebeu na última terça-feira (05) uma palestra com a equipe da Patrulha Maria da Penha, formada por profissionais do 37º Batalhão da Polícia Militar e que realizam atendimento exclusivo para os chamados da Lei Maria Penha no município.

O objetivo foi explicar como é realizada a atuação da Patrulha na cidade e também como a equipe pode ser acionada. O encontro contou com a participação de profissionais da Secretaria, da Guarda Civil Municipal, da Polícia Civil, do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS) e do Conselho Tutelar.

Após a explanação, a equipe da Patrulha Maria da Penha, junto com a Secretária de Políticas Públicas para as Mulheres, Luciana Cavallari foi recebida no gabinete oficial pelo Prefeito Eduardo Guedes, o Dudu e pelo vice-prefeito, Sebastião Mantovani, o Jabá, onde conversaram sobre a importância do trabalho no município.

 - A presença de parte da equipe que atua na Patrulha Maria da Penha, foi para orientar sobre sua atuação e estreitar laços com os diversos profissionais que atuam nesse delicado campo de ação. Esse estreitamento é de fundamental importância para que tenhamos êxito - explicou a secretária.

A Lei Maria da Penha (nº 11.340/06)criada em 07 de agosto de 2016 tornou mais rigorosa a punição para agressões contra a mulher quando ocorridas no âmbito doméstico e familiar.

A Secretaria de Políticas Públicas para as Mulheres funciona de segunda a sexta-feira, das 8h ao meio-dia e das 13h30 às 17h, na Rua Cel José Mendes Bernardes, nº 14, Centro. No local é oferecido acompanhamento social, principalmente às vítimas de violência doméstica, e o atendimento é feito por profissionais das áreas jurídica, social e psicológica. O telefone de contato para mais informações  é (24) 3352-1339.

Por Matilde Basilio

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »