23/01/2020 às 16h38min - Atualizada em 23/01/2020 às 16h38min

Pacientes do programa Melhor em Casa contam com atendimento humanizado,em Itatiaia

 Atualmente 27 pacientes são assistidos em Itatiaia  pelo programa ‘Melhor em Casa’, do Serviço de Atenção Domiciliar (SAD). Com uma equipe multidisciplinar formada por médico, assistente social, enfermeiro, psicólogo, nutricionista e fisioterapeuta, o Programa vem garantindo a continuidade do tratamento aos pacientes do município que precisam de cuidados especializados, mas que  não necessitam de internação.

Conforme as normas,fazem parte do programa pacientes residentes no município que são portadores de doenças crônicas graves, pacientes com agravos de saúde temporariamente incapacitantes, portadores de incapacidades permanentes e restritos ao leito em 50% ou mais.

- O objetivo do Melhor em Casa é oferecer tratamento mais humanizado, evitando hospitalizações desnecessárias e aproximando o cuidado médico à rotina da família. Dentre os pacientes atendidos pelo programa estão de pacientes crônicos que sofreram doenças degenerativas, pacientes oncológicos, pacientes atingidos por AVC - Acidente Vascular Cerebral (AVC), entre outros e em todos os casos seguimos os critérios pré-estabelecidos pelo Ministério da Saúde - explicou o coordenador do programa, Vitor Leite.

 Ainda de acordo com as normas do programa, para ser inserido no 'Melhor em Casa' o paciente deve possuir um diagnóstico previamente confirmado.

 - A inclusão dos pacientes no Programa se dá a partir da triagem feita pela equipe,após a indicação dos médicos do Hospital Municipal ou na Atenção Básica - explicou.

Fazem parte do Serviço de Atenção Domiciliar, a avaliação dos pacientes em domicílio,a inserção do paciente no serviço respeitando os protocolos do SAD, o estabelecimento do plano terapêutico assistencial, o preparo, o supervisão do servidor para a assistência do paciente no dia a dia, o agendamento e execução de visitas domiciliares periódicas, a integração com serviços de saúde ambulatoriais e de outras áreas, para garantir o cuidado integral aos pacientes e reuniões periódicas da equipe do SAD.

 - O programa é importante porque garante um atendimento humanizado, qualificado no aconchego do domicílio. Ele ajuda também evitar a hospitalização desnecessária e  aproxima  e conta com a família, no enfrentamento da doença do paciente -  frisou

Atendida pelo programa há cerca de um ano, devido a uma doença pulmonar obstrutiva crônica, Dona Elena Farinha Telles, de 71 anos, moradora do bairro Benfica recebe a equipe do programa duas vezes por semana. A filha Luciana Pedrosa, que atua como cuidadora, fala da importância do programa na evolução da saúde da mãe

 - A minha mãe é acompanhada pela equipe do programa há cerca de um ano e é possível notar a grande evolução que ela teve no tratamento. O atendimento é ótimo e eles nos dão todo o suporte que precisamos. Com tudo isso criamos um vínculo de confiança e de amizade muito forte. Eu só tenho a agradecer toda a equipe do programa e desejo que todos que precisam desse serviço tenham acesso a ele, porque realmente é muito bom - disse.

Dentre os procedimentos realizados pela equipe do programa estão, aferição de pressão arterial, troca de sondas e troca de curativos , coleta de material para exames laboratoriais e também o fornecimento de oxigênio para pacientes com doença pulmonar crônica, a  ‘oxigenoterapia’, entre outros.

 A equipe também repassa aos cuidadores orientações sobre banho, locomoção e mudança de posição do paciente na cama.

 - Além das orientações repassadas aos cuidadores, caso seja necessário, a família também pode ter acesso a atendimento psicólogo durante todo o tratamento do paciente.

O coordenador explica ainda que os pacientes do 'Melhor em Casa' podem apresentar melhora e sair do programa de assistência. São critérios para o desligamento a estabilidade da doença e aquisição de autonomia sobre os cuidados, ausência do cuidador em domicilio, descumprimento dos acordos entre família, cuidadores e a equipe do Saúde Domiciliar, mudança de município e a morte do paciente.

O Serviço de Atenção Domiciliar funciona na Rua Raul Cotrin, nº 177. O telefone de contato é (24) 3352 1264

O programa

Criado em 2013 pela portaria 1.208, de 18 de junho, o programa ‘Melhor em Casa' é um serviço de atendimento domiciliar do governo federal, sob administração da Secretaria Municipal de Saúde. No programa todos os pacientes são atendidos por uma equipe multiprofissional, que faz visitas regulares as residências dos pacientes que não conseguem se deslocar até as unidades de saúde para atender as necessidades de tratamento.

Por Matilde Basilio

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »