09/06/2021 às 15h44min - Atualizada em 09/06/2021 às 15h44min

Ajuda Emergencial: Moradores cadastrados no "Supera Rio" devem retirar o cartão na Secretaria de Assistência Social

A Prefeitura de Itatiaia, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos, em parceria com o Governo do Estado do Rio de Janeiro está convocando os moradores de Itatiaia beneficiados pelo Programa “Supera Rio”, ou seja, aqueles que possuem Cadastro Único e não recebem nenhum benefício (Bolsa Família, Auxílio Emergencial, BPC, etc..) para realizarem a retirada de seus cartões.  

O Supera Rio é uma ajuda emergencial do Governo do Estado direcionada as pessoas cadastradas no Cadúnico que vivem na pobreza e extrema pobreza e que perderam os empregos durante a pandemia da Covid-19. O programa oferece um auxílio emergencial de R$ 200, com acréscimo de R$ 50 para cada filho,  limitado a dois menores. 
A retirada do cartão deve ser realizada de segunda a sexta-feira, das 08h às 12h e das 13h30 às 17h, na sede da secretaria, na Avenida dos Expedicionários n°332, Centro. È obrigatório o uso de máscara facial.

 - As pessoas que tem direito ao benefício foram cadastradas para receber a mensagem pelo celular sobre a data e o local da retirada do cartão, porém a procura foi mínina, por isso estamos convocando todas as pessoas que se inscreveram para fazer a retirada o quanto antes - explicou a secretária da pasta, Eliana Alexandre. 

Em Itatiaia, 117 famílias que vivem na pobreza e extrema pobreza e que perderam os empregos durante a pandemia da Covid-19 foram inscritas. Além deles, micro e pequenos empreendedores também serão beneficiados com financiamentos. 

Quem tem direito ao auxílio 
•          Inscritos no Cadastro Único de Pessoas Sociais (Cadúnico), nas faixas de pobreza ou extrema pobreza; 
•          Pessoas com renda familiar per capita igual ou inferior a R$ 178; 
•          Morador do estado do Rio de Janeiro; 
•          Maior de 18 anos, exceto no caso de mães adolescentes; 
•          Cidadãos com o CPF regularizado; 
•          Quem perdeu o emprego formal com salário de até R$ 1.501, a partir de 13 de março de 2020, sem fonte de renda. 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »